sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

RODRIGO MAIA É REELEITO PRESIDENTE DA CÂMARA COM 334 VOTOS

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ocupará o cargo por mais 2 anos. O demista venceu as eleições desta 6ª feira (1º.fev.2019) com 334 votos –para vencer, eram necessários pelo menos 257 (a metade mais 1 do total).
A disputa contou com 7 deputados. Além de Maia, concorreram:
No discurso que fez antes da votação, Maia relembrou os acordos firmados com governo e oposição durante sua gestão à frente da Câmara. Disse ter cumprido todos os acordos firmados com os deputados antes de sua última eleição.
Também fez aceno às reformas, principal bandeira do governo Jair Bolsonaro (PSL).
“Não sei qual é o melhor projeto para educação do Brasil, se é como pensa a esquerda ou como pensa a direita”, disse. “O que eu sei é que, se não reformarmos o Estado brasileiro, nem a esquerda, nem a direita, nem os prefeitos, nem os governadores conseguirão mudar a educação desse país.”
Maia chorou durante o discurso de agradecimento. Agradeceu a Deus e a sua família. Afirmou que a Câmara precisa de modernização para se aproximar do eleitor.
Pregou a simplificação das leis e pediu que a discussão sobre as reformas de forma aconteça de forma pactuada com os governos estaduais. “Nada vai avançar nesse país se não trouxermos par ao debate aqueles que estão governando e estão sofrendo”. Maia falou em pactuação “do PT ao PSL”.
A sessão de eleição foi conduzida pelo deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE), o mais velho desta legislatura.
O dia não foi bom para Luciano Bivar (PE),  presidente do PSL de Jair Bolsonaro. O deputado Charles Evangelista (PSL-MG) lançou uma candidatura avulsa ao cargo de 2º vice-presidente e conquistou 184 votos contra 198 de Bivar que venceu por uma margem apertada.
Além de Maia foram eleitos os seguintes congressistas para a mesa diretora:
1º vice-presidente: Marcos Pereira (PRB-SP)
2º vice-presidente: Luciano Bivar (PSL-PE)
1º secretário: Soraya Santos (PR-RJ)
2º secretário: Mário Heringer (PDT-MG)
3º secretário: Fábio Faria (PSD-RN)
4º secretário: André Fufuca (PP-MA)
Suplente: Rafael Mota (PSB-RN)
Suplente: Isnaldo Bulhões (MDB-AL)
Suplente: Geovânia Sá (PSDB-SC)
Suplente: Assis Carvalho (PT-PI)
*PODER360 / edição Outro Olhar Amargosa

0 comentários:

CURTA!