sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

JEAN WYLLYS NÃO FOI O PRIMEIRO PARLAMENTAR HOMOSSEXUAL DO BRASIL

Com a renúncia de Jean Wyllys ao cargo de deputado federal, a grande mídia internacional está tentando construir a narrativa de que ele foi o primeiro parlamentar homossexual do Brasil. Trata-se de mais uma fake news.

*RENOVA MÍDIA
Estilista e apresentador de TV, Clodovil Hernandes, teve quase 494 mil votos em 2006, sendo o terceiro deputado federal mais votado no estado de São Paulo. Pela primeira vez um homossexual assumido ingressava na Câmara dos Deputados.
Em 17 de junho de 2008, dia em que completava 71 anos, o deputado federal Clodovil encerrou seu pronunciamento na Câmara com uma citação de Lord Byron: “‘Ao homem não amo tanto/ porém muito à natureza.’”
Clodovil, em seguida, cedeu a palavra ao então deputado Jair Bolsonaro. O capitão reformado do Exército declarou:
“Se o Parlamento tivesse a pureza de alma que Vossa Excelência tem o Brasil estaria muito melhor. Sou diferente de Vossa Excelência em muita coisa, mas na pureza, confesso, de vez em quando, penso como Vossa Excelência.”
11 anos depois, Clodovil não está mais entre nós. Bolsonaro agora é o Presidente da República que, segundo o ex-deputado Jean Wyllys, está ameaçando a comunidade homossexual brasileira.
Por falar em Wyllys, a grande mídia está tentando construir a narrativa de que ele seria o primeiro deputado homossexual da história do País, ignorando a valorosa história de Clodovil.
Confiram o tuíte abaixo da renomada agência de notícias “Reuters“. O jornal diz que Wyllys é o “primeiro deputado abertamente gay do Brasil”.
Qual a desculpa para propagação de tal afirmação? Mentira deslavada ou falta de capacidade jornalística?






Brazil's first openly gay congressman, Jean Wyllys, quit his seat due to threats. He said in a newspaper interview that a violent climate in the country had worsened since the election of Jair Bolsonaro, who has disparaged gays and other minorities https://reut.rs/2G07ekb 

0 comentários:

CURTA!