quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

ZAGUEIRO DO NAPOLI É VÍTIMA DE INSULTOS RACISTAS


Mais um lamentável caso de racismo foi relatado durante a derrota do Napoli para a Inter de Milão, em partida disputada no Giuseppe Meazza.
O técnico do time visitante, Carlo Ancelotti, afirmou que repetidas vezes pediu para o árbitro interromper a partida depois do zagueiro Kalidou Koulibaly ser vítima de imitações de macaco vindas das arquibancadas do estádio.
O defensor acabou sendo expulso após cometer uma falta, receber o cartão amarelo, e aplaudir o árbitro em tom sarcástico.
“Koulibaly certamente estava irritado. Normalmente ele é muito calmo e profissional, mas ele foi alvo de imitações de macaco durante o jogo. Pedimos três vezes para que algo fosse feito, mas o jogo seguiu”, disse Ancelotti.
“Seguiram nos dizendo que podiam parar, mas quando? Depois de quatro ou cinco avisos? Talvez nós tenhamos que tomar providências nós mesmos na próxima vez e parar de jogar. Provavelmente perderemos o jogo se abandonarmos, mas estamos preparados para fazer isso. Não é bom para o futebol italiano”, completou.
Depois do jogo, Koulibaly foi às redes sociais para se pronunciar sobre tudo o que aconteceu, lamentando sua expulsão, mas dizendo-se orgulhoso de ser quem é.
“Estou desapontado pela derrota, mas acima de tudo por ter deixado meus irmãos. Mas eu tenho orgulho da minha pele. Orgulho de ser francês, senegalês, napolitano: um homem”, escreveu em sua conta no Twitter.
O prefeito de Milão, Beppe Sala, também lamentou o que presenciou no estádio durante a vitória do seu time do coração.
“Fui ao estádio ontem, seguindo a paixão que me foi passada por meu pai. Comemorei a vitória da Inter, mas fui para casa desanimado. Aquelas vaias para Koulibaly foram horríveis. Foi um ato vergonhoso dirigido a um esportista sério como ele, que demonstra orgulho por sua cor de pele”, disse Sala.

(Fonte: Estadão)

0 comentários:

CURTA!