segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

CERCA DE 70% DOS BRASILEIROS APROVAM SAÍDA DOS MÉDICOS CUBANOS DO PAÍS

Em levantamento online,  realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas, divulgado nesta segunda-feira (3), aponta que 70,8% dos brasileiros aprovam a saída dos médicos cubanos do país. A decisão de deixar o Programa Mais Médicos foi anunciada por Cuba no mês passado (veja aqui), após exigências do presidente eleito Jair Bolsonaro. O levantamento online tem grau de confiança de 95% e margem estimada de erro de aproximadamente 2%.

Foram entrevistadas 2.138 pessoas em 172 municípios de 26 estados e no Distrito Federal, entre 23 a 26 de novembro. Deste total, 24,8% desaprovaram a saída dos profissionais e outros 4,3% não souberam ou não responderam.

Para 54,7% da população, o responsável pela saída dos médicos foi o governo de Cuba, enquanto 27,6% apontam Bolsonaro como culpado. Outras pessoas creditaram a responsabilidade ao presidente Michel Temer (10,9%), aos próprios profissionais cubanos (1,8%) e aos médicos brasileiros (1,6%).

A pesquisa avaliou ainda a percepção quanto ao preenchimento das vagas antes ocupadas pelos cubanos no programa federal. Para 63,6% da população, elas serão totalmente preenchidas, enquanto 19,5% acham que serão parcialmente preenchidas e outros 13,3% acreditam que não será possível preencher as vagas.

Os médicos brasileiros foram avaliados por 56,7% dos entrevistados como mais preparados que os colegas do país caribenho. Para 31,7%, os profissionais são igualmente preparados. Já para 6,8% da população, os cubanos são mais preparados que os brasileiros.


0 comentários:

CURTA!