sábado, 29 de dezembro de 2018

AMARGOSA: POLÍCIA CIVIL DIVULGA BALANÇO ANUAL DE COMBATE AO CRIME


O ano de 2018 mais uma vez foi marcado pela redução dos índices da criminalidade na Cidade de Amargosa, que vem despontando ano a ano como uma das cidades mais tranqüilas do interior da Bahia.

AS ESTATÍSTICAS:

No ano de 2018 foram registrados 06 CVLI’s em Amargosa, que são os Crimes Violentos Letais Intencionais, aqui incluído o Homicídio, Feminicídio, Lesão Corporal seguida de morte e o latrocínio, que é o roubo seguido de morte.  No ano de 2017, esse número foi de 10 CVLI’s, ou seja, tivemos uma redução de 40%.

Em 2018 ocorreu um (01) feminicídio, que é o assassinato cometido em razão do gênero, ou seja, quando a vítima é morta por ser mulher. Uma (01) lesão corporal com resultado morte, após uma discussão banal num bar. Um (01) homicídio após uma discussão numa vaquejada, cometido por menor com rixa de seu desafeto e três (03) homicídios com ligação com o tráfico de drogas ilícitas. 

Faz-se mister destacar que todos os CVLI’s já possuem autoria elucidada, com investigações encaminhadas a Justiça Criminal. Alguns acusados estão presos provisoriamente, outros foragidos e outros aguardando julgamento em liberdade. É de se registrar que Amargosa cumpre a recomendação da ONU, em relação a taxa de homicídios a cada 100.000 habitantes.

Quando ao CVP, que são os Crimes Violentos Patrimoniais, foram registrados o total de 52 ocorrências no presente ano, contra 112 ocorrências no ano de 2018. Redução impressionante de 53,58%.

Com relação aos demais crimes, houve redução significativa, inclusive nos casos relativos a Lei Maria da Penha e até mesmo nos casos de furtos e roubos de aparelhos celular. O único delito que houve acréscimo nos números estatístico foi o de estupro de vulnerável, que é aquele praticado contra menor de 14 anos de idade, ou com deficiência mental.

OS RESULTADOS:

Quatro anos após o trágico evento que culminou com o incêndio criminoso da Delegacia de Policia de Amargosa, a Cidade começou uma nova fase no combate ao crime, havendo mudança na gestão da Polícia Civil local, assumindo o Delegado Adilson Bezerra de Freitas. Aos poucos a população pode sentir um decréscimo na violência. Locais onde antes a população tinha medo de passar, de fazer suas caminhadas, com medo da criminalidade, praças públicas dominadas pelo tráfico de drogas, hoje são locais tranqüilos e seguros. 

No ano de 2018, com a inauguração do DISEP – Distrito Integrado de Segurança Pública, a população pode sentir não apenas a melhoria na sensação de segurança pública, mas a certeza de melhoria na segurança pública. 

Os Amargosenses percebem no dia a dia o impacto positivo dos trabalhos policiais. O comércio local teve ganhos com a melhoria da segurança pública. O reflexo disso também é sentido nas estatísticas policiais. 

Fator importante que contribuiu para a redução da criminalidade foi que todos os crimes de repercussão, sem exceção, foram elucidados pela Polícia Civil de Amargosa. Em alguns locais quando houve um aumento da violência, como na zona rural, a Polícia Civil prontamente intensificou as investigações e deu uma resposta rápida.

A Polícia Civil de Amargosa atuou ainda em crimes cometidos em áreas como a de serviços médicos, como a da falsa psicóloga, e em crimes cometidos no comércio. Por fim, destacamos que não se pode esquecer as diversas investigações que ainda estão em curso, com operações policias programadas para os primeiros meses do ano vindouro. 

É A POLÍCIA CIVIL A SERVIÇO DA SOCIEDADE!!!

0 comentários:

CURTA!