quinta-feira, 8 de novembro de 2018

PF CUMPRE MANDADOS DE PRISÃO CONTRA 10 DEPUTADOS ESTADUAIS DO RIO


Na manhã desta quinta-feira (8), a Polícia Federal cumpre mandados de prisão contra 10 deputados estaduais do Rio de Janeiro – Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, já cumprem pena– e outras 12 pessoas. 
Trata-se da investigação de um esquema de compra de apoio político de deputados cariocas, lavagem de dinheiro, loteamento de cargos públicos e mão de obra terceirizada em órgãos da administração estadual. A polícia busca documentos e provas na Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) e na sede do governo do Carioca, o Palácio do Guanabara.
A ação foi batizada de Furna da Onça e é 1 desdobramento da operação Cadeia Velha, conta com a participação do MPF (Ministério Público Federal) e o apoio da Receita Federal. O deputado estadual Chiquinho da Mangueira (PSC) foi preso por volta das 7h25, segundo informações do site Poder360.
Chiquinho foi reeleito este ano e está em seu 4º mandato. É presidente da escola de samba Estação Primeira de Mangueira.

Reprodução Instagram @chiquinhodamangueira
O esquema de corrupção teria começado ainda no governo de Sérgio Cabral. A Polícia Federal investiga se eles continuaram na gestão de Pezão.
Entre os alvos da operação estão 10 deputados da Alerj:
  • André Correa (DEM)
  • Edson Albertassi (MDB, nova ordem de prisão)
  • Chiquinho da Mangueira (PSC)
  • Coronel Jairo (MDB)
  • Jorge Picciani (MDB, nova prisão, continuando em domiciliar)
  • Luiz Martins (PDT)
  • Marcelo Simão (PP)
  • Marcos Abrahão (Avante)
  • Marcus Vinícius “Neskau” (PTB)
  • Paulo Melo (MDB, nova prisão)
Eles são suspeitos de usarem a Alerj a serviço de interesses da organização criminosa do ex-governador Sérgio Cabral (MDB), que em troca pagava propina mensal de 2011 a 2014.

0 comentários:

CURTA!