quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Bolsonaro lidera com folga no DF, RJ, SP e MG


Com base na ultima pesquisa DATA FOLHA, Bolsonaro alcança no DF seu melhor desempenho entre as cinco unidades da federação onde o instituto realizou também levantamento sobre a sucessão nos governos locais (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Distrito Federal e Pernambuco).
No Rio, onde mora e fez sua carreira, o deputado federal obtém resultado positivo. Ele registra 38% das intenções de voto, 25 pontos à frente do segundo colocado, Ciro (13%). No resultado nacional, o capitão reformado possui 28% e também surge na dianteira da corrida presidencial.
Bolsonaro só não aparece em primeiro lugar em Pernambuco, onde Haddad consegue 24% dos votos e assume a liderança. No estado nordestino, o postulante do PSL tem 17% e está em segundo. O pedetista vem logo atrás, com 13%.
Nos outros estados, o apadrinhado político do ex-presidente Lula (PT) não repete o desempenho de Pernambuco. No Rio, por exemplo, Haddad cai para 11% e fica em terceiro, atrás de Bolsonaro e Ciro.
O petista e o pedetista se alternam em segundo e terceiro lugar nos cenários estaduais. A exceção é São Paulo, onde o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) é quem aparece em segundo. O tucano chega a 16%. Bolsonaro, o líder, possui 27% no estado que foi administrado pelo paulista por quatro vezes.
Na média geral, que considera todo o país, Haddad fica na segunda colocação (16%), Ciro na terceira (13%) e Alckmin na quarta (9%).
Marina Silva (Rede), quinta colocada no resultado nacional, com 7%, varia de 6% a 9% entre uma unidade da federação e outra.
Uma alteração mais significativa ocorre no percentual de entrevistados que pretendem votar em branco ou nulo. Mais eleitores em Pernambuco (16%) estão propensos a fazer isso do que no Distrito Federal (8%). A média geral do Brasil é 12%.
​As taxas de rejeição também têm oscilações importantes.
Bolsonaro, por exemplo, é descartado por 55% das pessoas ouvidas em Pernambuco, mas reduz o índice para 35% no Rio. No âmbito nacional, é de 43% a taxa de entrevistados que responderam que não votariam no deputado de jeito nenhum.
Haddad tem seu menor índice de rejeição em Pernambuco (22%), mas chega a 42% no Distrito Federal. No estado de São Paulo, é reprovado por 38% das pessoas. Na média geral, registra 29%.
Bolsonaro puxa o pelotão de rejeitados em São Paulo. No estado, 43% repelem o deputado do PSL. Marina vem a seguir, com 35% de entrevistados que a refutam.
Alckmin é mais rejeitado em São Paulo, onde 30% o descartam, do que no Rio (22%), em Minas (23%) e em Pernambuco (23%). A maior taxa de reprovação ao tucano, porém, é no Distrito Federal (33%). Na média nacional, ele marca 24%.
A pesquisa foi feita nos dias 18 e 19 de setembro, terça e quarta-feira desta semana. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos em São Paulo e de 3 pontos nas demais unidades da federação. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral com o número BR-06919/2018.
*Conteúdo: Folha SP 

INTENÇÕES DE VOTO

Jair Bolsonaro (PSL)
São Paulo: 27%
Rio de Janeiro: 38%
Minas Gerais: 29%
Distrito Federal: 39%
Pernambuco: 17%
BRASIL: 28%

Fernando Haddad (PT)
São Paulo: 13%
Rio de Janeiro: 11%
Minas Gerais: 16%
Distrito Federal: 13%
Pernambuco: 24%
BRASIL: 16%

Ciro Gomes (PDT)
São Paulo: 11%
Rio de Janeiro: 13%
Minas Gerais: 12%
Distrito Federal: 14%
Pernambuco: 13%
BRASIL: 13%
Geraldo Alckmin (PSDB)
São Paulo: 16%
Rio de Janeiro: 5%
Minas Gerais: 8%
Distrito Federal: 5%
Pernambuco: 7%
BRASIL: 9%

Marina Silva (Rede)
São Paulo: 6%
Rio de Janeiro: 8%
Minas Gerais: 7%
Distrito Federal: 9%
Pernambuco: 9%
BRASIL: 7%

Em branco/nulo/nenhum
São Paulo: 12%
Rio de Janeiro: 13%
Minas Gerais: 14%
Distrito Federal: 8%
Pernambuco: 16%
BRASIL: 12%

REJEIÇÃO

Jair Bolsonaro (PSL)
São Paulo: 43%
Rio de Janeiro: 35%
Minas Gerais: 41%
Distrito Federal: 39%
Pernambuco: 55%
BRASIL: 43%
Marina Silva (Rede)
São Paulo: 35%
Rio de Janeiro: 26%
Minas Gerais: 32%
Distrito Federal: 33%
Pernambuco: 27%
BRASIL: 32%

Fernando Haddad (PT)
São Paulo: 38%
Rio de Janeiro: 31%
Minas Gerais: 28%
Distrito Federal: 42%
Pernambuco: 22%
BRASIL: 29%

Geraldo Alckmin (PSDB)
São Paulo: 30%
Rio de Janeiro: 22%
Minas Gerais: 23%
Distrito Federal: 33%
Pernambuco: 23%
BRASIL: 24%
Ciro Gomes (PDT)
São Paulo: 26%
Rio de Janeiro: 21%
Minas Gerais: 22%
Distrito Federal: 28%
Pernambuco: 21%
BRASIL: 22% ​

0 comentários:

CURTA!