terça-feira, 3 de julho de 2018

Justiça condena Eike Batista a 30 anos de prisão na Lava Jato do Rio

O empresário Eike Batista foi condenado a 30 anos de prisão por corrupção ativa e lavagem de dinheiro na Operação Eficiência, um desdobramento da Operação Lava Jato no Rio, a noticia é do site Metrópole. 
"Propina de Eike a Cabral saiu da conta que pagou marqueteiros petistas", afirmou o site O Antagonista
A decisão é do juiz Marcelo Bretas e foi anunciada ontem (2). Eike é acusado de pagar US$ 16,5 milhões a Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro, o equivalente a R$ 52 milhões, em propina.
Segundo investigadores, os pagamentos teriam sido feitos em troca de contratos com o governo estadual. Também foram condenados nesta ação penal o ex-governador Sérgio Cabral, ex-primeira dama Adriana Ancelmo, o ex-secretário Wilson Carlos, o ex-braço direito de Cabral Carlos Miranda e o braço direito de Eike, Flavio Godinho.
Eike Batista está em prisão domiciliar após benefício concedido pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Com a condenação de hoje, o passaporte dele deverá continuar retido, sem permissão para o empresário deixar o Brasil.

0 comentários:

CURTA!