quarta-feira, 6 de junho de 2018

Coronel desdenha de Zé Ronaldo: 'Sem Neto, deixa de ser Ba-Vi para ser Bahia e Galícia'

Pré-candidato ao Senado, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Ângelo Coronel (PSD), desdenhou do pré-candidato ao governo da Bahia, José Ronaldo (DEM).
Em entrevista à Rádio Metrópole, o parlamentar afirmou que, se o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), fosse candidato ao Palácio de Ondina, a Bahia teria um Ba-Vi eleitoral. Sem o democrata soteropolitano, o confronto seria contra um time da segunda divisão do Campeonato Baiano.
“Para toda a Bahia foi uma surpresa muito grande [a desistência de ACM Neto]. Ele vinha fazendo um grande trabalho em Salvador. As forças políticas estavam divididas. O grupo de Rui [Costa, governador] era uma hegemonia. Estava se tornando um Ba-Vi. Com a saída de Neto do circuito, aí praticamente, sem desmerecer os outros, deixa de ser um Ba-Vi para ser Bahia e Galícia. Sem desmerecer ninguém. Não dá para comparar quem já tem serviços prestados à Bahia toda. É até complicado, porque é o novo contra o testado e aprovado", comparou.
Para Coronel, o prefeito “errou” ao desistir em cima da hora da candidatura ao Palácio de Ondina. Segundo o chefe da AL-BA, apesar de pontuar bem nas pesquisas, Neto deve ter ficado com receio de números mudarem ao longo da campanha.
"Eu acho que Neto deve ter visto o seguinte: pesquisa na Bahia não tem acertado nos últimos tempos. Se pesquisa fosse externar vontade, Lídice não seria senadora, Rui não seria governador, Otto não seria senador. Todas essas pesquisas aferiam o contrário. Rui costa venceu no 1º turno. Ele deve ter pensado, será que não vai ser a mesma história? Ele viu que Rui não é fraco e pensou: 'não vou entrar em uma fria dessa'. Agora, claro, ele errou [em avisar em cima da hora]", pontuou.
Fonte: METRO1

0 comentários:

CURTA!