sexta-feira, 9 de março de 2018


VAMPIRO é um ser mitológico ou folclórico que sobrevive se alimentando da essência vital de criaturas vivas. Essa é a definição comum encontrada nos sites de pesquisa da internet quando fazemos buscas sobre o tema. Ignoremos os termos "mitológicos" e "folclóricos"; é deveras que esses seres existem e estão bem próximos de nós, enfatizo, "bem próximos’".
Diferente do que imaginamos, eles não usam capas nem possuem dentes afiados e face assustadora, estão na maioria das vezes bem vestidos e sempre dispostos a "ajudar o povo", estão sempre "do lado do povo" prestando ações assistencialistas, criticando a corrupção e os arranjos políticos. Muitas vezes gozam de privilégios e cargos públicos, são eloquentes, se autointitulam salvadores da pátria e representam a prefiguração da benevolência; sempre que acusados de algo, afirmarão veementemente inocência. Se você conhece alguém com essas características, cuidado, você pode estar próximo de um vampiro colaborador do sistema que tira diariamente o direito a vida, a educação, ao esporte, a saúde e o lazer de milhares de pessoas. Voltando ao tema do texto: teríamos vampiros em Amargosa? Isso é você quem vai dizer, ou se omitir, ou não enxergar.  

0 comentários:

CURTA!