sexta-feira, 30 de março de 2018

Secretária critica Rui por corte de verba ortopédica no Martagão Gesteira


“Enquanto o prefeito ACM Neto trabalha e vai inaugurar o Hospital Municipal na próxima semana, o governador segue menosprezando a saúde e cortando importantes investimentos no setor”. Essa é a reação da secretária de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude, Taissa Gama, ao saber da notícia de que a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) vai cortar a verba do Hospital Martagão Gesteira para a assistência ortopédica infantil. Com esta decisão do Governo do Estado, o tempo real para realizar uma cirurgia de fratura infantil, que era de 72 horas, pode agora superar até mesmo duas semanas para a marcação. De acordo com informações do Conselho Regional de Medicina da Bahia (CREMEB), essa decisão implica até mesmo na correção devida da fratura. “Será que o governador consegue dormir em paz com essa notícia? É um absurdo esse corte, é repugnante não se importar com nossas crianças e adolescente com essas lesões sérias e que necessitam de rapidez no atendimento e toda atenção. O Martagão é o único hospital infantil ortopédico e traumatológico do estado, mas mesmo assim ele preferiu cortar os investimentos, entendendo que o Hospital do Subúrbio pode assumir essa carência. Espero muito que Rui Costa repense as suas decisões. A população não merece isso”, disse Taissa, ressaltando que o Martagão Gesteira atende, por dia, uma média de crianças. Esse corte, que chega a R$ 69 mil mensais, segundo o CREMEB, também pode influenciar na demissão de profissionais, já que haverá diminuição de serviços prestados. “Tendo em vista que a falta de recebimento da verba mensalmente paga pela Sesab levará a falta de atendimento dos pacientes, por conseguinte não teremos recursos para custear os profissionais que prestam tais serviços”, informa a diretoria do hospital. O caso será encaminhado ao conhecimento do Ministério Público do Estado da Bahia pela própria Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil – Hospital Martagão Gesteira.
*Política Livre

0 comentários:

CURTA!