quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Em vídeos inéditos, ex-diretor da Petrobras revela medos e pressões


Em 45 horas de vídeos inéditos, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa diz ter "medo" de retaliação de políticos, afirma que a estatal "é uma empresa quebrada" com ajuda da presidente Dilma Rousseff e que a compra de uma refinaria na Argentina, durante o governo FHC, foi "tão desastrada quanto" a de Pasadena, nos EUA, sob Lula.

Em poder do Supremo Tribunal Federal, as imagens também revelam que um delegado ameaçou estender o período de prisão de Costa caso ele não entregasse gravações que a Polícia Federal achava que ele possuía.


(Fonte: Folha de São Paulo e TV UOL)

0 comentários:

CURTA!